Requisitos no Contexto Ágil é muito mais que escrever Histórias de Usuário!

Para quem acompanha meu trabalho, com certeza já me ouviu dizer que trabalhar com Ágil não exclui a necessidade de aprender (e usar) a Engenharia de Requisitos ER. Porém confesso que na verdade não havia feito um material muito rico a esse respeito.

Acabei encontrando (há algum tempo) uma outra certificação do IREB chamada RE@AGILE (Requirement Engineering in a Agile Context). Mesmo não estando “ainda” (essa é outra longa história) traduzida para o português, achei que valia a pena fazer um material de estudo dado o conteúdo tão rico sobre o tema.

Coisas interessantes que achei:

É necessário entender que algumas das coisas que nos acostumamos a ouvir como se fosse do domínio do Ágil, na verdade são “visões” dos conceitos de engenharia de requisitos e que você pode aprender a usar de forma melhor se entender o conceito básico. Por exemplo:

Backlog = lista atualizada, refinada e priorizada de requisitos em uma granularidade adequada ao momento do projeto / ciclo / incremento atual.

História de Usuário = Requisito escrito em linguagem natural com uso de um template mundialmente validado.

Vão aí dois exemplos de coisas que, para os conhecedores de engenharia de requisitos, não passam de uma releitura aprimorada de conceitos que já são muito familiares. Por consequência, fica muito mais fácil de entender / usar e até melhorar seu uso no dia a dia.

Estou iniciando hoje (01/02/2019) uma nova empreitada que estou chamando de “grupo de estudos” de requisitos no contexto ágil. Minha intenção é usar o conteúdo da RE@Agile do IREB como norte para um curso completo e os participantes dessa primeira turma estarão ajudando a criar o conteúdo digital desse treinamento. Através de “sprints” semanais vamos validar, aprimorar esse material até que esteja pronto para virar um treinamento da minha grade.

Estão todos convidados a conhecer: http://r-sabino-cursos.com.br/grupos-estudo/

Abraços!

R.Sabino – Instrutor e Conteudista